CompararComparando...

Projeto impresso: o que está envolvido na escolha do papel ideal


Lendo Agora
Projeto impresso: o que está envolvido na escolha do papel ideal


Não importa qual seja sua impressão; saber o papel que será utilizado é essencial

Na hora de produzir seu projeto gráfico, uma das principais dúvidas que surgem durante o processo é qual material usar. No caso, existem muitos tipos de papel diferentes, que produzem resultados finais diferentes. Afinal, como escolher o mais adequado?

Gramatura do papel

O mais importante, a princípio, é entender seu próprio projeto e saber o que exatamente combina ou não com ele. Cartões de visita, por exemplo, exigem papéis com gramatura mais alta, entre 250 g e 300 g, enquanto folders e folhetos utilizam gramaturas menores.

A gramatura é uma medida que relaciona a área do papel com o seu peso, entregando a medida final de densidade em gramas por metro quadrado. Uma folha de 90 g, por exemplo, é um material que pesa 90 g a cada metro quadrado. Simples.

Gramaturas maiores, entre 200 g e 300 g, costumam ser indicadas para trabalhos que precisam de grande resistência, como cartões de visita, convites de casamento, embalagens e afins. Abaixo de 200 g, os trabalhos apresentam maior maleabilidade, estando entre os principais projetos os flyers e panfletos.

De 140 g para baixo, ficam as “folhas sulfite” comuns, usadas para impressão de simples cartazes e fotocópias. E de 80 g para baixo, se encontram os projetos superfinos, que incluem, por exemplo, detalhes de convites de festa e outros.

O tipo de papel ideal

E qual tipo de papel escolher? A indústria brasileira oferece diversos tipos de papel diferentes, produzidos em empresas em Curitiba até São Paulo capital. São muitas as opções, mas é possível se guiar através dos padrões de uso do mercado gráfico.

O famoso papel couchê, por exemplo, costuma ser usado para dar um acabamento mais refinado. Esse papel possui uma superfície muito lisa e agradável ao toque, pode ser escolhido nas opções fosco e brilhante e costuma ser muito indicado para cartões de visita, flyers, cardápios e afins.

O papel offset é ainda mais popular, e sua simplicidade na composição permite o uso em muitos tipos de projeto diferentes, mas, sobretudo, ele é ótimo para embalagens. E se o assunto é deixar de ser ótimo para se tornar perfeito, o papel duplex dá conta de fazer desde caixas de perfume até outros tipos de caixa mais resistentes.

E se o interesse da empresa está aliado com uma agenda mais verde, o reciclato, papel feito a partir da reciclagem do offset, deve ser considerado com carinho e atenção. Além de proporcionar sustentabilidade, ele ainda proporciona um visual único.

O ideal é consultar o seu designer gráfico antes de bater o martelo em qualquer decisão. Seja você o dono ou a dona de um pequeno negócio, uma noiva ou um noivo planejando o casamento, ou um publicitário à procura do melhor material para seu próximo projeto, consultar um designer gráfico é um passo essencial, tanto quanto encontrar mostruários de papel e experimentar com impressões-teste.

Veracel Centro 3
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário