CompararComparando...

Valmet faz comparativo entre Caldeiras de Leito Fluidizado (BFB) e Caldeiras de Grelha

Lendo Agora
Valmet faz comparativo entre Caldeiras de Leito Fluidizado (BFB) e Caldeiras de Grelha

Para as Caldeiras de Leito Fluidizado Borbulhante (BFB), pontos como maior eficiência e possibilidade de se queimar uma gama maior de combustíveis com alta umidade já são consenso no mercado.

valmet - BFB Boiler03/11/2015 – Uma caldeira de leito fluidizado borbulhante é, em média, 7% mais eficiente do que uma caldeira de grelha. Devido ao alto custo da biomassa, a maior eficiência terá um impacto maior na viabilidade de uma termoelétrica ao longo do tempo, compensando o maior investimento.

Outro ponto muito importante são as emissões. Cada vez mais, os órgãos ambientais vêm exigindo que se aplique a melhor solução técnica na hora de conceder licenças ambientais, visando a menor emissão possível e, consequentemente, menor impacto ambiental.

As caldeiras de leito fluidizado são concebidas de modo que a temperatura de operação no leito esteja entre 700 e 900ºC. O nitrogênio e o oxigênio vão reagir a temperaturas elevadas, acima de 1400ºC, para formar o óxido nítrico (NOx). A taxa de reação diminui rapidamente à medida que a temperatura é reduzida. Desta forma, a quantidade de NOx formado no leito fluidizado é inferior ao gerado em caldeiras de grelhas que operam a temperaturas mais elevadas. Além do NOx, as emissões de CO2 e SO2 podem ser mantidas a um nível muito baixo em uma caldeira de leito fluidizado (BFB). Veja a tabela a seguir:

tabela valmet

Para mais informações sobre caldeiras BFB, entre em contato com o gerente de desenvolvimento de novos negócios da Valmet, Ricardo Valle, através do e-mail: [email protected] ou pelo telefone: (41) 3341-4444.

CeluloseOnline

Fibria noticias rodape
Qual é a sua impressão?
Amei
5%
Curti
89%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
4Comentários
Deixe um Comentário
  • Jorge de Souza
    fevereiro 27, 2016 at 13:37

    não entendi o alto custo da biomassa, já que é material que ou se descarta, prejudicando o meio ambiente ou queimo o resto da madeira que vai ser utilizada na fabricação da polpa. Mas gostaria de saber sobre esta afirmação. Trabalho na area de instrumentação e participo de todo o processo.

  • Delmar Froes de oliveira
    fevereiro 27, 2016 at 19:20

    Eu acredito que um projeto que reduz as emissões ja merece reconhecimento só não entendo como cidadão e mecânico industrial nossos governantes não viabilizam não enchergam estes projetos eólicos como Ponta e não a hidroelétrica.

  • Luís Reis.
    fevereiro 28, 2016 at 22:32

    Opero uma caldeira BFB Valmet de 120 ton/h.
    Em comparação com outras caldeiras de leito, ela é superior em estabilidade na produção, nas baixas emissoes e manutenção. Com respeito às caldeiras de grelha, não há nem comparação nos itens citados.
    Parabéns à Valmet.

    • Luís Reis.
      fevereiro 28, 2016 at 22:34

      Opero uma caldeira BFB Valmet de 120 ton/h.
      Em comparação com outras caldeiras de leito, ela é superior em estabilidade na produção, nas baixas emissoes e manutenção. Com respeito às caldeiras de grelha, não há nem comparação nos itens citados.
      Parabéns à Valmet.

Deixe um Comentário