Tomógrafo para troncos inteiros recebe prêmio científico

Lendo Agora
Tomógrafo para troncos inteiros recebe prêmio científico

11/11/2016 – Quando um projeto de pesquisa implementou em uma serraria a tomografia computadorizada, normalmente utilizada para fins médicos, observou-se um aumento significativo no valor dos produtos gerados. Dando continuidade a esta descoberta, os pesquisadores Alexander Katsevich e Federico Giudiceandrea desenvolveram um tomógrafo digital de alta velocidade.

tomografo-b-forest

Como reconhecimento do valor de sua pesquisa, ambos receberam o Prêmio Marcus Wallenberg de 2016, em cerimônia realizada em Estocolmo, na Suécia.

Com base no Algoritmo de Katsevich, refinado para tornar o processo de escaneamento mais adequado para situações nas quais o movimento rápido de troncos inteiros é necessário, os pesquisadores construíram um aparelho ultramoderno que hoje é comercializado em todo o mundo.

A tomografia não-destrutiva de toras inteiras permite que densidade, nós, anéis, rachaduras e outras estruturas sejam identificadas antes do processamento do tronco. O tomógrafo de troncos tem uma capacidade superior comparada a de outros aparelhos similares: opera escaneando 120 metros por minuto, para acompanhar o ritmo de serrarias modernas, enquanto o mais avançado tomógrafo médico opera a 3 metros por minuto.

Em serrarias em que a tomografia tridimensional do tronco é implementada, pode-se atingir um aumento de 10 a 15% na produtividade. Um aumento potencial de 20 a 25% é possível se todas as vantagens do acesso às propriedades internas da madeira são utilizadas. Estima-se que um investimento neste tipo de equipamento traz retorno em pouco mais de um ano para uma serraria de porte médio.

Fonte: B. Forest / Edição 25

Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário