CompararComparando...

Portugal importa cada vez mais papel e celulose

Lendo Agora
Portugal importa cada vez mais papel e celulose

A reforma da floresta tem dado que falar, em particular a medida que prevê um freio à plantação de eucaliptos. A verdade é que, de acordo com dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) à SOL, as importações de papel, papelão e celulose estão aumentando. De janeiro a março deste ano foram importados mais de 250 milhões de euros, quando no mesmo período de 2016 menos de 10 milhões foram importados.

Em termos anuais, os dados também não mentem. Em 2013 Portugal importou mais de 945 milhões de euros de papel e celulose de todo o mundo, mas o valor tem vindo a aumentar de ano para ano. Em 2016, as importações neste sector atingiram mesmo mais de 990 milhões de euros e muitos admitem que a tendência é continuar a importar cada vez mais matérias-primas. Um dos países que mais vende para os empresários portugueses é a Espanha, mas outros têm vindo a ganhar terreno, nomeadamente a China.

Uma fonte ligada ao setor explica que “os preços do papel em Portugal começaram a aumentar e alguns tipos de papel que foram fabricados em Portugal foram extintos.

A solução foi olhar para outros países como a China.Mesmo com as viagens, é mais barato comprar há. ”

Associação da Indústria do Papel (Celpa) informa que “o tipo de papel que as empresas do setor gráfico utilizam é, naturalmente, o papel da Impressão Offset.

Portugal, através de uma das associadas da Celpa, The Navigator Company, Líder europeu na produção de papéis de escritório e de impressão para a indústria gráfica

Os papéis revestidos não são produzidos em Portugal e são importados algumas importações não comunitárias de papéis do tipo produzido no país são feitas com produtos de menor qualidade e com um preço consequentemente mais baixo.

A produção total de celulose (fibra virgem e papel reciclado) aumentou 1,5% e a produção total de papel também aumentou 1,5% “.

Ainda assim, há empresários que estão apostando cada vez mais na compra de papel de outros países a preços que eles acham mais acessíveis.

Fibria noticias rodape
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
50%
Não Gostei
50%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário