CompararComparando...

Liderança – Marcelo Jabur – Investimento na Alma

Lendo Agora
Liderança – Marcelo Jabur – Investimento na Alma

investimento na alma fig1
22/04/2015 – Viajando por uma rede social voltada para atividades profissionais, me deparei com uma frase que tenho profunda identificação: “A Alma é o Segredo do Sucesso”. Parei para refletir sobre ela e percebi mais uma vez que as respostas para as perguntas mais complexas podem ser profundamente simples.

Nessa busca frenética pelo sucesso, os seres humanos vão, muitas vezes, perseguir esse objetivo de forma desordenada e desorientada. Raros são os casos onde se observa coerência entre os desejos e aptidões mais profundas, com o caminho definido e trilhado pelas pessoas. A falta de um processo racional é muitíssimo comum quando se observa a estruturação da gestão de carreira.

De maneira pouco articulada, as razões pelos caminhos em busca do sucesso variam muito. Muitas pessoas se voltam para aquilo que tem “bombado” na internet. Basta se transformar em modismo ou um grande caso de sucesso súbito, para ganhar a atenção de pessoas em todo o mundo; especialmente de jovens. Trata-se de algo repentino e que, do dia para a noite, uma quantidade muito grande de pessoas passa a entender que encontrou a grande saída de suas vidas. A identificação com a tal carreira pouco importa. O que interessa é que parece ser algo rentável, com retorno rápido, status garantido, e isso acaba bastando para muitas pessoas.

Outros seres humanos procuram investir na área que tem dado ótimo retorno financeiro. Inclusive isso tem norteado, em muitos casos, a escolha pelos cursos de graduação. A aptidão e interesse verdadeiro na área profissional escolhida talvez seja, nesses casos, a última coisa a ser avaliada. O que interessa é o dinheiro que se pode obter nesse segmento específico. É claro que jamais sugeriria que qualquer indivíduo desconsiderasse o retorno financeiro na escolha por uma carreira profissional. Não é nada disso. Mas o sucesso dependerá, na maior parte das vezes, de um bom rendimento profissional; dependerá também de uma capacidade diferenciada de prestação de serviços. É a construção de uma série de vantagens competitivas que nos trará a condição de ter rendimentos aumentados de forma sustentável. Portanto, é interessante que se destaque que a possibilidade de êxito financeiro/material é um dos quesitos que devem ser analisados na escolha da carreira. Mas parece estar distante de ser o primeiro ou o único.

Existem também aqueles que procuram o sucesso através de atividades que trouxeram sucesso para outras pessoas. É igualmente comum verificar filhos se esforçando duramente para serem bem sucedidos nas atividades realizadas pelos pais ou, na maior parte das vezes, “sugeridas” pela família. Não se percebe algo absolutamente básico na ciência do comportamento humano: existem doses importantes da individualidade nessa busca. Por mais semelhanças que possam existir dentro de uma família ou grupo de amigos, os seres humanos têm importantes diferenças comportamentais. Elas se dão porque normalmente as pessoas têm valores diferentes, personalidades com traços mais ou menos marcantes, experiências distintas ao longo da vida, nível de conhecimento técnico/específico maior ou menor, entre outras tantas causas.

investimento na alma fig2Existe sim, de forma esmagadora, uma pesada influência do ambiente sobre as escolhas profissionais e pessoais. Mas devemos absorver algumas coisas que realmente fazem sentido e podem nos ajudar, e nos afastar daquelas que servem, na maior parte das vezes, para nos tirar o foco do melhor caminho. Não quero dizer com isso que as pessoas não devem se basear em todas essas informações para chegarem às suas escolhas. Mas quero sim ressaltar que a sustentabilidade para uma carreira profissional dependerá muito mais da

identificação que temos com aquilo que fazemos (ou queremos fazer). O sucesso é apenas uma consequência; não deve ser tratado como objetivo.

Esse pensamento é muito claramente reforçado em uma frase do filósofo e psiquiatra Viktor Frankl: “Não procurem o sucesso. Quanto mais o procurarem e o transformarem num alvo, mais vocês vão errar. Porque o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido; ele deve acontecer, e só tem lugar como efeito colateral de uma dedicação pessoal a uma causa”.

Nosso compromisso seria, primeiramente, procurar definir quais são as possibilidades de carreira que se alinham com nossos valores, personalidade, aptidão e sonhos. À medida que essa definição ocorre, passa a ser fundamental uma análise crítica do que é preciso para chegar a esse objetivo. Nesse momento é certo que se encontram alguns pontos que já temos e outros a serem adquiridos. A sequência exige que se definam tarefas no sentido de potencializar as forças, diminuir (ou eliminar) as limitações e seguir cumprindo-as ao longo do tempo.

jabur-interna* Marcelo Jabur é Coach Executivo, Palestrante e Professor da Fundação Getúlio Vargas – MBA.

 

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Marcelo Jabur - Liderança
Marcelo Jabur - Liderança
é Coach Executivo, Palestrante e Professor da Fundação Getúlio Vargas – MBA
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário