CompararComparando...

Fibria e CCR promovem ação do programa Estrada para a Saúde

Lendo Agora
Fibria e CCR promovem ação do programa Estrada para a Saúde

Expectativa é de que 200 motoristas, que transportam madeira para a Fibria, participem do evento

A Fibria, recebe as atividades do programa Estrada para a Saúde – Empresas de 2017. A ação é realizada em parceria com o Instituto CCR e pela CCR Nova Dutra.

O evento acontece no dia 15 de agosto, das 7h30 às 15h, no espaço de apoio ao motorista, localizado no pátio de madeira da Unidade Industrial da Fibria, em Jacareí (SP).

Os profissionais terão a oportunidade de avaliarem sua saúde com a realização de exames como aferição da pressão arterial, testes de colesterol, de glicemia e de visão.

O intuito é proporcionar um dia de conscientização e integração entre os profissionais, que trabalham com o transporte de cargas, além de incentivar o cuidado com a saúde e a melhoria da qualidade de vida.

Segurança

Além do cuidado com a saúde dos seus motoristas, a Fibria promove periodicamente treinamentos e oficinas para incentivar o hábito do comportamento seguro no trânsito. A empresa também possui duas publicações dirigidas aos motoristas de caminhão: o Manual Estrada Segura (que traz normas e diretrizes de segurança viária) e o Jornal Na Estrada com Segurança (publicação trimestral, com matérias relacionadas à segurança, saúde e qualidade de vida).

Sobre o Programa Estrada para a Saúde

O Programa Estrada para a Saúde foi criado pelo Grupo CCR em 2001. Desde então, oferece gratuitamente, aos motoristas de caminhão, uma equipe de médicos, enfermeiros e estudantes da área da saúde para realizar exames clínicos e disponibilizar informações para melhorar o dia a dia dos profissionais.

Ao identificar os principais problemas, que acometem os condutores, o programa também permite que a CCR contribua, gradativamente, para a reeducação e mudança dos hábitos dos motoristas. Em 2016, por exemplo, o grupo verificou que 83% dos caminhoneiros atendidos estavam acima do peso, 25% eram hipertensos e 65% não praticavam atividades físicas.

Fibria noticias rodape
Qual é a sua impressão?
Amei
50%
Curti
50%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário