CompararComparando...

Fibria constrói túnel, inova logística e otimiza trânsito nas principais rodovias do Mato Grosso do Sul

Lendo Agora
Fibria constrói túnel, inova logística e otimiza trânsito nas principais rodovias do Mato Grosso do Sul

Com previsão de R$ 8 milhões em investimentos, 30% da frota de caminhões da empresa deixará de trafegar nas rodovias e utilizará estradas florestais e passagem subterrânea

Para aumentar a eficiência nas suas operações e reduzir os impactos ambientais, a Fibria, líder mundial na produção de celulose de eucalipto, busca o constante aprimoramento em seus processos para garantir excelência operacional e a conservação do meio ambiente. Por isso, a empresa iniciou a construção de um túnel off-road, que fará a interligação das estradas florestais com a unidade da Fibria em Três Lagoas (MS), reduzindo em 30% a utilização das rodovias BR 158 e BR 262 para transporte de madeira.

Com R$ 8 milhões em investimentos, a construção do túnel já foi iniciada. A previsão é entrar em operação em julho deste ano. A passagem subterrânea, com quatro metros de largura, seis de profundidade e 22 metros de extensão está localizada na BR-158, próxima à entrada da Fibria.

A iniciativa compõe o projeto logístico exclusivo da Fibria, unidade de Mato Grosso do Sul, possibilitada pelas características da base florestal, que é formada por grandes blocos florestais com baixo raio médio.  O objetivo é elevar capacidade de carga dos caminhões, com o tráfego direcionado exclusivamente para estradas florestais, reduzindo a utilização de rodovias para transporte de madeira, os custos operacionais, e a emissão de carbono pela redução do consumo de diesel e, dessa forma, proporcionar também o bem-estar social das comunidades onde a empresa possui atuação.

“A Fibria sempre busca as melhores práticas para que o seu negócio seja produtivo, mas também sustentável. O grande desafio logístico para atender a demanda por madeira da nossa unidade em Mato Grosso do Sul, considerando a linha de produção atual e a segunda linha de produção de celulose, foi ganhar em produtividade minimizando os impactos. O túnel compõe um robusto projeto de logística da Fibria, que também inclui a redução da utilização das rodovias para transporte de madeira e adaptação de parte da sua frota de caminhões tritrens (com três semi-reboques engatados) para pentatrens (com cinco semi-reboques engatados), permitido trafegar somente em estradas florestais internas”, afirma o gerente geral Florestal da Fibria no Mato Grosso do Sul, Tomás Balistiero.

O túnel, que passará por baixo da BR-158, será a passagem dos caminhões pentatrens das estradas florestais para a área industrial da empresa e será de uso exclusivo da Fibria. Dessa forma, o tráfego de caminhões nas rodovias BR 158 e BR 262 diminuirá por conta da utilização das estradas florestais existentes nas cidades onde a empresa tem atuação.

“Com essa iniciativa, a Fibria mais uma vez reforça sua responsabilidade social. Com foco na inovação e na excelência operacional, buscamos ampliar nossa contribuição para que o nosso negócio seja sustentável e melhore as condições de bem-estar para sociedade”, afirma Balistiero.

Inovação e Competitividade
O gerente de logística florestal da Fibria em Três Lagoas, Alan Charles Brehmer, diz que a Fibria será a primeira empresa o setor florestal a utilizar caminhões pentatrens (com cinco semi-reboques engatados).

“Serão utilizados os mesmos caminhões que hoje são tritrens. O que muda é que eles terão mais composições engatadas. O ganho será de 50% de aumento na capacidade de carga – o que compensará a velocidade reduzida de 49 km/h exigida nas estradas florestais da Fibria -, a redução de emissão de CO2, bem como a redução da quantidade de caminhões que trafega nas rodovias e nas estradas das comunidades no entorno da operação. Com isso, a Fibria se reafirma como uma das empresas mais competitivas e sustentáveis do setor”, afirma o gerente da Fibria.

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
100%
Quero
0%
Tenho
0%
Odiei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário