CompararComparando...

De estagiário a presidente: uma historia de sucessso para o setor!

Lendo Agora
De estagiário a presidente: uma historia de sucessso para o setor!

Entrevista com Flavio Silva

CeluloseOnline: Você iniciou sua trajetória como estagiário na Voith Paper e chegou ao cargo de presidente. O que isso representa na sua carreira?

Flavio Silva: A Voith é um grupo empresarial de mais de 150 anos, com uma cultura organizacional de fortes valores e que investe continuamente na formação e capacitação dos seus profissionais. Acredito que a minha trajetória seja um reflexo destes atributos e da minha curiosidade intelectual. Iniciei em 1991, como estagiário de engenharia e, ao longo de muitos anos, atuei em diversas áreas da empresa até ser nomeado, em 2014, presidente da Voith Paper América do Sul. A Voith foi uma grande escola, local onde tive o prazer de me desenvolver e trabalhar com pessoas altamente qualificadas e engajadas.  Acredito que este conjunto de fatores contribuiu fortemente para minha formação profissional.

CeluloseOnline: Qual legado você acredita deixar para a Voith Paper?

Flavio Silva: Durante a minha trajetória na Voith, vivenciei algumas das grandes transformações que o setor de celulose e papel enfrentou, inclusive, passando por crises setoriais e econômicas, que impactaram todas as empresas em curto e médio prazo. Entretanto, toda crise gera oportunidade. Mesmo em momentos de turbulências, é possível repensar as estratégias que criarão as condições de retomada no médio e longo prazo. Acredito que um dos meus legados foi a forma de enxergar todas as transformações da nossa indústria, promover as mudanças necessárias, mantendo as competências centrais da companhia e inspirando o time de colaboradores na busca da evolução diária.

CeluloseOnline: A empresa já anunciou o seu sucessor, o Sr. Hjalmar Fugmann. O que muda com a chegada do novo presidente?

Flavio Silva: Hjalmar Fugmann, com sua experiência na área financeira, dará continuidade ao trabalho de gestão que vem sendo realizado na Voith. Estou encerrando um ciclo a partir de 1º de outubro, mas Fugmann assumirá o cargo de Presidente da Voith Paper América do Sul mantendo o compromisso e os princípios da empresa com os fabricantes de papel e celulose.

CeluloseOnline: Qual mensagem você gostaria de deixar para o mercado, já que você está indo para um novo segmento?

Flavio Silva: A minha mensagem é de otimismo. O Brasil é um grande exportador de celulose e papel. Os números setoriais indicam um resultado positivo. As exportações atingiram um volume de 702 mil toneladas comercializadas no primeiro quadrimestre de 2017, com alta de quase 2% em relação ao mesmo período de 2016. Adicionalmente, somos os maiores produtores de polpa de eucalipto no mundo e o quarto em volume total de celulose, com manejo florestal avançado e eficiente, e possuímos um parque fabril altamente produtivo. Além disso, outro indicador que mostra o dinamismo do segmento são as novas plantas e as reformas de máquinas de papel, tanto as que já iniciaram operação neste semestre, quanto as que estão projetadas até o final do ano.  Minha conclusão é que o setor é maduro e busca continuamente um nível de excelência operacional e de competitividade sustentável.

 CeluloseOnline: Qual a sua expectativa para esse novo desafio profissional?

Flavio Silva: Com a experiência adquirida na Voith e ao longo da minha carreira, liderando equipes de alta performance e negócios de longo prazo, tenho certeza de que, em conjunto com o meu novo time, iremos obter resultados positivos e sustentáveis, pautados nos valores da organização. Meu desejo é que, no futuro, eu possa olhar para trás e também ver um legado de cooperação, crescimento, respeito e inovação.

Fibria noticias rodape
Qual é a sua impressão?
Amei
33%
Curti
60%
Não Gostei
7%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário