CompararComparando...

5 Motivos que Provam quem deverá vencer a disputa pela venda da Eldorado Brasil

Lendo Agora
5 Motivos que Provam quem deverá vencer a disputa pela venda da Eldorado Brasil

A Eldorado Brasil é uma das maiores fábricas de celulose do mundo e está localizada em Três Lagoas (A Capital Mundial da Celulose), a 338 quilômetros de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. A fábrica foi “posta” a venda depois que um dos donos, Joesley Batista, aceitou uma delação premiada na operação Lava-Jato, da Polícia Federal, iniciando assim uma disputa pela venda da Eldorado Brasil

Atualmente, sabe-se que a fábrica soma uma dívida de 8 bilhões de reais e o valor de venda já havia sido estimado entre 11 e 12 bilhões de reais, incluindo o endividamento.

Veja abaixo os 5 Motivos que Provam que a Arauco deve vencer a disputa pela venda da Eldorado Brasil.

1 – Contrato de Confidencialidade

O Grupo J&F, que é dono da Eldorado, firmou um contrato de confidencialidade com a companhia Celulosa Arauco y Constitucion sobre a venda da fábrica de celulose. A empresa do Chile ofertou 11 bilhões de reais.

É possível notar também que a Arauco ainda não tem participação relevante no Brasil, mesmo que tenha 9 unidades por aqui, entre unidades administrativas, industriais e florestais.

Logo, a compra da Eldorado poderia ser a porta de entrada, somando à unidade produtora já existente no país vizinho – Uruguai, que acontece em parceria com a Stora Enso.

Em comunicado à imprensa, a Arauco disse: “A companhia firmou preliminarmente um acordo de confidencialidade, com o fim de explorar um possível investimento na Eldorado, uma empresa dedicada à produção de celulose, através de seu ativo mais importante, isto é, uma planta com capacidade de produção de 1,7 milhão de toneladas anuais de celulose de fibra curta”.
Venda da Eldorado Brasil para quem?

2 – Fibria distancia da disputa

A Fibria, outra grande fábrica de celulose mundial, também estava na disputa pela compra da Eldorado, no entanto, começou a ficar para trás depois que confirmou que a distância entre uma fábrica (Eldorado) e outra (a da própria Fibria) eram próximas demais.

No entanto, há informações que afirmam que a Fibria já não mostra tanto interesse porque pretende se tornar acionista da Arauco. Aí sim, se o acordo entre ambas for feito, a Fibria deve discutir uma possível sociedade com a empresa chilena.

3 – Suzano também mostra desinteresse

A Suzano Papel e Celulose, outra grande fábrica de celulose e produtora de papel, também recuou logo após mostrar interesse.

Ambas (Suzano e Fibria) tem se afastado, conforme notícias informais, devido ao acordo de leniência que tem na 5ª turma do STF (Superior Tribunal Federal) e do TCU (Tribunal de Contas da União), que é resultante da delação dos irmãos Batista, donos do Grupo J&F, junto ao MPF (Ministério Público Federal).

4 – Grupos Internacionais

Desde a delação premiada, que acusou crimes da política brasileira, os irmãos Wesley e Joesley Batista iniciaram o processo de capitalização, com a venda de quase todos os negócios incluindo a venda da Eldorado Brasil, sendo assim, a preferência foi em vendas a grupos internacionais, como aconteceu na Argentina, Uruguai e Paraguai.

5 – Imediatismo

Conforme a agência de classificação de risco S&P (Standard & Poor’s), os donos do grupo querem vender em um curto prazo mais de 8 bilhões de ativos da holding J&F. Logo, esse imediatismo deve dar mais chances aos interessados mais assíduos.

Nota do Editor: Vale ressaltar que todas as informações listadas aqui são verdadeiras, no entanto, toda negociação necessita de muitos fatores para ser encerrada, portanto, os motivos listados são apenas indícios de que a venda da Eldorado Brasil poderá acontecer para a Arauco, do Chile.

Com informações da CampoGrandeNews

Qual é a sua impressão?
Amei
7%
Curti
82%
Não Gostei
14%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
1Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário